Quinta-feira, 8 de Outubro de 2009
Actividade de Seminário

O que já se fez de importante na minha área de investigação/Resultados obtidos? 

 

HÜRST, Wolfgang (2008). Mobile Video – The Next Killer Application or Not? URL: http://research.nokia.com/files/Huerst_MMworkshop2008.pdf

 

 

O autor deste paper, sublinha os conteúdos vídeo para a plataforma mobile, como um “produto” em fase de ascensão e com grande potencial. Contudo, alerta para o facto de terem de ser tomadas várias decisões a este nível. Sensibiliza os investigadores e técnicos, para facto da televisão/vídeo móvel não poder ser somente mais um suporte da televisão tradicional. Insiste que é importante, adaptar e criar conceitos próprios, no que ao vídeo móvel diz respeito. Hürst avança, desde já com três exemplos do que é passível de mudança, como a criação de conteúdos diferentes, que respeitem toda uma linguagem de tv/vídeo móvel, a adaptação da forma como o conteúdo é apresentado e por último, propõe o melhoramento dos desenhos de interfaces, para que seja possível uma maior interacção do utilizador com o produto.

 


 

 

KNOCHE, Hendrik; McCARTHY, John; SASSE, Angela (2006). Reading the Fine Print: The Effect of Text Legibility on Perceived Video Quality in Mobile TV. URL: http://hornbeam.cs.ucl.ac.uk/hcs/people/documents/Angela%20Publications/20 06/p727-knoche.pdf 

 

 

 

O crescimento dos serviços de televisão móvel no mais variados países, fazem com que um grupo de investigadores pense/estude e analise o conceito de televisão móvel. Inicialmente, apontam as razões económicas, como as causadoras do serviço de televisão móvel ser uma réplica fiel, recodificada, dos normais serviços de televisão tradicional. Este paper aborda um estudo efectuado a 64 participantes, onde mostram que, com uma edição mais cuidada para televisão móvel, que as notícias, por exemplo são mais perceptíveis, assim como a diferente codificação do texto e do vídeo em separado trazem vantagens de legibilidade. Referem ainda que o visionamento, em separado, de conteúdos gráficos e do vídeo, traz uma maior aceitação por parte dos participantes.

 


 

 

SALEMI, Mohsin; BJÖRKQVIST, Jerker; LILIUS, Johan. System Architecture and Interactivity Model for Mobile TV Applications: Proceedings of the 3rd international conference on Digital Interactive Media in Entertainment and Arts, Greece, Vol 349, pags. URL: http://portal.acm.org/citation.cfm?id=1413706 

 

 

Este artigo vem na senda dos anteriores que confirma a ideia de que a televisão móvel é um conceito prometedor, a todos os níveis. Para que se consiga tirar partido desta nova forma de fazer e ver televisão, os autores deste artigo trazem para primeiro plano vários conceitos, bem como as relações entre eles. Interactividade, aplicações interactivas, arquitectura dessas aplicações no âmbito da televisão móvel, são itens que devem ser tomados em linha de conta. Para além de apontarem a exigências e os constrangimentos da das plataformas que suportam a tv móvel, apresentam ainda possíveis soluções ao nível da arquitectura do software onde assenta a televisão móvel.

 

 


 

 

HÜRST, Wolfgang; GÖTZ, Georg(2008). Interface Designs for Pen-Based MobileVideo Browsing.

URL: http://people.cs.uu.nl/huerst/Publications/2008_dis.pdf

 

 

 

Estes dois investigadores juntam-se, neste paper, tendo como base de estudo o desenho de interfaces para vídeo móvel, mas baseados na utilização de uma caneta, para manipular e manusear um qualquer conteúdo. Desde navegar cronologicamente pelo vídeo, até a rodar, fazer scroll do vídeo. Este estudo é relevante, na medida em que aparece um novo paradigma de interacção do vídeo móvel, em que deixamos de recorrer às simples teclas do dispositivo e passamos a interagir com este através de uma caneta própria de interacção com dispositivo móvel. Este estudo pode ser útil em construção de grafismo para conteúdos de televisão móvel, uma vez que no alerta para um instrumento de interacção.

 


 

 

Sugestão de Links

 

 

A CNN é um dos canais que já emite 24 horas por dia os seus conteúdos na plataforma mobile.

http://cnnmobile.com/cmte_cnni/services.do

 

 

A RTP é o exemplo português no que, às transmissões de conteúdos noticiosos para mobile, diz respeito. Transmite em directo todos os serviços noticiosos que fazem parte da sua grelha de programação. É de sublinhar ainda a produção de conteúdos específicos para esta plataforma, como é o caso do programa “HotSpot”.

http://ww1.rtp.pt/multimedia/index.php?tv=4&tipo=log

 

 

 A Sky, nomeadamente o departamento de desporto, já efectua emissões em directo de um conjunto de campeonatos dos mais variados desportos, assim como os seus blocos informativos.

http://www.skysports.com/mobile/listing/0,20717,12860_2525280,00.html

 

 


 

Logo que se mostre pertinente este post será actualizado com mais leituras devidamente resumidas. 

 

 

 

 

 

 

 




.pesquisar neste blog
 
.Janeiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.posts recentes

. Balanço do 1ºSemestre

. Desenho Metodológico da I...

. Proposta de Cronograma - ...

. Exercício da aula de Semi...

. Reuniões com os orientado...

. Actividade de Projecto de...

. Índice provisório do enqu...

. Actividade de Projecto de...

. Actividade de Projecto de...

. Actividade de Seminário (...

.arquivos

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

.tags

. todas as tags

.participar

. participe neste blog

blogs SAPO
.subscrever feeds